Áudios e prints mostram que MC Maylon não era virgem quando teria sido estuprado por vocalista do Molejo

Segundo a defesa de Anderson Leonardo, o conteúdo foi enviado à polícia nesta quinta-feira, 18

Um vídeo contendo áudios, prints e gravações de stories do Instagram mostram que MC Maylon não era virgem quando teria sido estuprado pelo cantor Anderson Leonardo, vocalista do Molejo. No vídeo, as mensagens indicam que Maylon estaria tendo um caso com um cantor de pagode sem revelar a identidade do parceiro ou o nome do grupo. O advogado do cantor confirmou à Jovem Pan que receberam os áudios de uma pessoa que estava com Maylon no dia 20 de novembro de 2020 e disse que o material foi apresentado à polícia nesta quinta-feira, 18. O estupro teria acontecido no dia 11 de dezembro, fazendo com que, caso os áudios sejam verdadeiros, Maylon tivesse distorcido a informação de que seria virgem. Procurada pela reportagem, a defesa de Maylon não retornou a tentativa de contato até a publicação desta matéria. O caso foi registrado no 33ºDP (Realengo) e está sendo investigado pela polícia.

Deixe um comentario