Em novo recorde, Brasil registra 3.650 mortes por Covid-19 em 24 horas

Até então, o dia mais letal da pandemia havia sido registrado na última terça-feira, 23, quando foram confirmadas 3.251 novas vítimas fatais

O Brasil voltou a quebrar o recorde de mortes diárias causadas pela Covid-19 ao registrar 3.650 novos óbitos nas últimas 24 horas. Com isso, o total de vítimas fatais contabilizadas desde o início da pandemia, em março de 2020, chegou a 307.112. Até então, o recorde havia sido registrado na última terça-feira, 23, quando foram confirmados 3.251 novos mortos pela doença. No mesmo período, foram registrados 84.245 novos casos, o que faz com que o total de infectados pelo novo coronavírus e suas variantes seja de 12.404.414. O Estado do Ceará não atualizou os dados sobre o avanço da pandemia, mantendo as informações divulgadas na quinta-feira, 25. Ao menos quatro estados — Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo — justificaram os números de hoje devido ao represamento de dados após mudança em sistema do governo federal, ocorrida na última quarta-feira, 24. As informações foram divulgadas pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (CONASS) através de atualização de boletim feita às 18h desta sexta-feira, 26.

Os números fazem com que o Brasil continue sendo o segundo país mais afetado pela pandemia em números absolutos, sendo superado apenas pelos Estados Unidos, que somam, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, 30,1 milhões de casos e 547 mil mortos. Ainda em números absolutos, São Paulo é o Estado mais atingido pela pandemia, com 2.392.374 infectados e 70.696 óbitos. Já em números proporcionais à população, o Amazonas, com taxa de mortalidade de 287,5 a cada 100 mil habitantes, e Roraima, com taxa de incidência de 14.643,9 a cada 100 mil habitantes, são os mais afetados pela pandemia.

Deixe um comentario