Governo de SP prorroga fase emergencial até 11 de abril e anuncia vacinação de idosos com 68 anos

Medida visa diminuir a circulação de pessoas e reduzir a disseminação do coronavírus no Estado; imunização da nova faixa etária começa no dia 5 de abril

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou nesta sexta-feira, 26, que a fase emergencial do Plano São Paulo será prorrogada até o dia 11 de abril. A medida visa diminuir a circulação de pessoas e, consequentemente, reduzir a disseminação do coronavírus no Estado. Nesta sexta, São Paulo bateu um novo recorde no número de óbitos por Covid-19 registrados em 24 horas: 1.193, com total de 70.696 mortes. Na comparação com a semana epidemiológica anterior, o número de internações subiu 8,2%. O número de pessoas contaminadas aumentou 6,9%. Em relação, a quantidade de mortes, o incremento foi de 10,9%. Os números foram apresentados pelo secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

Além da prorrogação da fase emergencial, o vice-governador Rodrigo Garcia também anunciou que a vacinação contra Covid-19 de pessoas com 68 anos começa no dia 5 de abril. Serão imunizadas cerca de 340 mil pessoas nesta faixa etária. Até o momento, segundo o vacinômetro do Estado, 4.001.739 pessoas receberam a primeira dose e 1.349.019 receberam a segunda dose. Ao todo, 5.350.758 doses foram aplicadas. Nesta sexta-feira, 26, foi iniciada a vacinação de idosos de 69 a 71 anos. Confira o calendário de vacinação:

Tabela de vacinação do Estado de São Paulo

‘Mega-feriado’ na capital

Nesta sexta-feira, 26, foi iniciado o “mega-feriado” na cidade de São Paulo. Para desestimular as viagens ao litoral, o governo estadual cancelou a “Operação Descida” na rodovia dos Tamoios, no litoral norte de SP, semelhante ao que foi realizado com o sistema Anchieta-Imigrantes. “Quarentena não é férias”, lembrou Garcia. Durante o feriado, as blitz, em conjunto com os governos municipais, serão reforçadas. O vice-governador garantiu apoio às prefeituras na realização de barreiras sanitárias, que serão feitas nas instâncias turísticas do Estado.

Deixe um comentario