Abel Ferreira explica esquema com três zagueiros em vitória do Palmeiras na Libertadores; assista

O treinador português justificou a escalação com Luan, Gustavo Gómez e Alan Empereur desde o início do jogo – o último acabou sendo expulso no segundo tempo e complicou a vida da equipe alviverde

O Palmeiras adotou um esquema diferente do habitual na vitória por 3 a 2 diante do Universitário, do Peru, fora de casa, na noite da última quarta-feira, 21, na estreia da equipe na Copa Libertadores da América 2021. Abel Ferreira optou por um time com três zagueiros, escalando Luan, Gustavo Gómez e Alan Empereur desde o início do jogo – o último acabou sendo expulso no segundo tempo e complicou a vida da equipe alviverde na partida. Em entrevista coletiva, o treinador explicou que a formação deixa o Verdão mais ofensivo e que costumava utilizá-la em outros clubes que trabalhou.

“O que me importa não é olhar para trás, quando estamos a atacar, olhem quantos chegam na área. É para frente que se olha. Não há sistema mais agressivo do que o que jogamos. Já disse que não sou treinador de sistemas, gosto de jogar de várias formas. O jogo não tem a ver com números, mas dinâmicas. Eu sempre joguei com três defesas, ou com dois centrais e um lateral, ou com dois zagueiros e um volante a entrar no meio dos zagueiros”, disse o técnico português. O Palmeiras, de fato, dominou o primeiro tempo e abriu 2 a 0 no começo da etapa complementar. O time, no entanto, sofreu um “apagão” a partir da expulsão de Empereur, sofrendo dois gols. No fim, no entanto, Renan marcou de cabeça no último lance, fazendo que a equipe estreasse com o pé direito.

Assista abaixo:

 

 

Deixe um comentario