Biden deve retirar todas as tropas americanas do Afeganistão no aniversário do 11 de Setembro

Prazo inicial para saída do país era maio de 2021, após o governo do republicano Donald Trump, cuja promessa de campanha era findar a guerra, assinar acordo com o Talibã

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deverá anunciar nesta quarta-feira, 14, o adiamento do prazo de retirada das tropas norte-americanas do Afeganistão para o dia 11 de setembro, quando o atentado contra o World Trade Center e o Pentágono dos EUA completará 20 anos. A informação foi dada pelo jornal norte-americano Washington Post nesta terça-feira, 13. A retirada das tropas dos EUA do país asiático estava prevista para o começo de maio de 2021 após o governo do republicano Donald Trump, cuja promessa de campanha era findar a guerra, assinar acordo com o Talibã. A entrada de tropas norte-americanas no Afeganistão ocorreu em outubro de 2001, menos de um mês após o atentado que deixou quase três mil mortos nos Estados Unidos.

Somente entre os anos de 2001 e 2019, 2,2 mil soldados norte-americanos foram mortos em combate na guerra do Afeganistão, considerada como uma das mais longas da história do país. Mais de 20 mil soldados ficaram feridos – de acordo com dados do governo dos EUA – e mais de 10 mil civis morreram, de acordo com a Organização das Nações Unidas. Os investimentos do país na guerra para derrubada do governo do Talibã, que apoiava a organização terrorista al-Qaeda, atingiram a marca de US$ 778 bilhões (equivalente a mais de R$ 4 trilhões) no ano de 2019. Atualmente, há 2,5 mil tropas no país.

Deixe um comentario