Caixa Econômica avalia antecipar mais parcelas do auxílio emergencial

Adiantamento, no entanto, não contempla beneficiários do Bolsa Família que recebem o benefício

A Caixa Econômica Federal está avaliando a possibilidade de antecipar as próximas parcelas do auxílio emergencial. Na quinta-feira, 15, durante a live com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente do banco, Pedro Guimarães, já havia anunciado a antecipação das datas para para saques e transferências da primeira parcela a outros bancos. Com a mudança, trabalhadores nascidos em janeiro poderão sacar ou transferir valores a partir do dia 30 de abril — o que, antes, estava previsto para 4 de maio.

Também foram adiantadas as datas de depósito do valor para outros dois grupos de beneficiários: os nascidos em novembro e dezembro terão o dinheiro disponibilizado em conta social nos dias 28 e 29 de abril. O adiantamento, no entanto, não contempla beneficiários do Bolsa Família que recebem o auxílio. O presidente da caixa falou sobre a possibilidade de adiantamento, mas que a prioridade é saber como será organizado o primeiro pagamento.

“A Caixa vai analisar como que vai ser feito em termos de aglomeração e filas. Se for como nós esperamos, iremos também antecipar os outros três calendários. Estamos focados em analisar como será o pagamento neste primeiro ciclo.” A Caixa começou a liberar o benefício no início deste mês. A primeira parcela será paga até o dia 29 de abril. Já a segunda começa a ser paga para os nascidos em janeiro no dia 16 de maio.

*Com informações da repórter Camila Yunes

Deixe um comentario