Erupção vulcânica no Caribe obriga 16 mil pessoas a deixarem suas casas

Os moradores foram levados em barcos para partes mais seguras da ilha de São Vicente e Granadinas, que está coberta por uma nuvem de cinzas

O primeiro-ministro da Ilha de São Vicente e Granadinas, Ralph Gonsalves, ordenou que 16 mil pessoas fossem retiradas de suas casas com urgência depois que uma massa de lava ficou subitamente visível no topo do vulcão La Soufrière, que estava dormente há décadas. Os moradores foram levados de barco para partes mais seguras da ilha caribenha. Na sequência, sismólogos da Universidade das Índias Ocidentais confirmaram que uma “erupção explosiva” estava em andamento e já era possível ver uma gigantesca coluna de fumaça no ar. A maioria das ilhas das Pequenas Antilhas fazem parte de um arco vulcânico no Caribe. A última vez que São Vicente e Granadinas registrou uma erupção vulcânica foi em 1979, mas o pior incidente do tipo ocorreu em 1902, quando mais de mil pessoas morreram.

Deixe um comentario