Família busca indenização após homem morrer engasgado durante concurso de comer tacos

Caso aconteceu nos Estados Unidos, em agosto de 2019; filho alega que pai não foi informado sobre os riscos envolvidos em ingerir um número muito alto de comida num curto período de tempo

Uma morte trágica, ocorrida em 2019, tem rendido um processo nos Estados Unidos neste ano. Marshall Hutchings quer processar a Fresno Sports and Events, empresa dona do time de beisebol Fresno Grizzlies, após a morte de seu pai durante um concurso de comer tacos que aconteceu no Chukchansi Park e teve organização da Fresno. Segundo ele, o responsável não informou seu pai, Dana, sobre os riscos envolvidos em ingerir um número muito alto de comida num curto período de tempo. Dana, de 41 anos, morreu após engasgar com sobras de taco “mastigado e não mastigado”, de acordo com o site TMZ. Marshall disse que um grupo de pessoas tentou reanimar seu pai com RCP e desfibrilador, mas Dana foi dado como morto ao chegar ao hospital.

De acordo com o filho, a empresa precisa pagar uma indenização à família porque não deveria realizar um evento desse porte para novatos, já que a maioria desses concursos envolvem profissionais e são organizados de forma séria, com treinamento e preparação anterior. Marshall entrou com um processo por homicídio culposo e pediu a um juiz que conceda uma indenização de compensação. Não foram revelados os valores pedidos pela família Hutchings.

Deixe um comentario