Lira defende consenso entre Poderes na reforma tributária: ‘Câmara quer serenidade e transparência’

Afirmação foi dada pelo presidente da Casa nesta segunda-feira, 26, após uma reunião entre o parlamentar e o ministro da Economia, Paulo Guedes

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu o diálogo entre os Poderes e afirmou que quer que o texto da reforma tributária seja consenso entre a Câmara, o Senado e o Executivo. A afirmação foi dada nesta segunda-feira, 26, após uma reunião entre o parlamentar e o ministro da Economia, Paulo Guedes. “Estamos ratificando que o interesse da Câmara é, justamente, voltar a discutir com serenidade, transparência, amplitude e com debate claro a reforma tributária que o Brasil tanto precisa. Com todos os líderes, o relator, o senado e o governo participando”, disse o presidente da Câmara, que reafirmou que o projeto será discutido com líderes partidários das duas Casas. O parlamentar não deu detalhes sobre o que foi tratado na reunião com Guedes. Lira também informou que determinou que o relator Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) apresente seu parecer até o dia 3 de maio, próxima segunda-feira.

“Tenho comigo que a reforma administrativa sairá primeiro, com efeito de agora para frente, com raras dificuldades e poucas situações que vão poder atingir funcionários atuais na sua estabilidade, claro que tem a clausula do desempenho e outros fatores que os funcionários precisam estar posicionados. Precisamos de Estado mais ágil, leve, mais barato, com perspectiva de conten ção de despesa da máquina pública para o futuro, isso trará segurança jurídica, investimentos e dará rumo para economia brasileira”, avaliou Lira durante entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta segunda.

 

Deixe um comentario