Na contramão da crise, setor de máquinas mantém bom desempenho

Puxadores do mercado são equipamentos para os setores da agricultura, infraestrutura, alimentação, indústria farmacêutica e plástico

A indústria de máquinas e equipamentos mantém bom desempenho em 2021. Nos últimos 12 meses, uma alta de 9% em relação ao faturamento — e expectativa de fechar o ano com alta de 13,5%. O presidente da Abimaq, José Velloso, lembra que o setor de bens de capital é balizador dos investimentos no Brasil. “Às vezes o mercado interno está crescendo 17,5%. Enquanto que o consumo de máquinas no Brasil, crescendo 7%. Então o mercado interno tem os 17% que segura o aumento do setor de 9,3%. As exportações continuam em queda grande de 24%. Então o Brasil recuperou os investimentos, enquanto que um dos mercados que exportamos ainda não.” O emprego cresceu 2%. Os puxadores do mercado são as máquinas para os setores da agricultura, infraestrutura, alimentação, indústria farmacêutica e plástico.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

Deixe um comentario