‘Não existe ato mais transparente que compra de mansão de Flávio Bolsonaro’, afirma Wassef

Advogado do senador afirmou que, pessoalmente, a casa é boa e bonita — mas não é um palácio

O advogado de Flávio Bolsonaro, Frederick Wassef, mais uma vez negou irregularidades na compra do apartamento de seu cliente no Setor de Mansões Dom Bosco, em Brasília. “O que fez Flávio Bolsonaro? Comprou uma casa? Contraiu uma dívida que ele vai levar 30 anos para pagar?”, questionou. “[Está registrado] Em seu nome, em cartório público. Não podia existir ato mais legal e transparente do que esse”, garantiu Wassef.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Frederick Wassef afirmou que o valor do imóvel não está abaixo do mercado. “Quase R$ 6 milhões não é valor abaixo do mercado. Quando mostram na TV filmagens com drone, parece um palácio. Mas eu frequento a casa e não é a mansão que se vende. É uma casa boa, bonita, mas não é um palácio.” O imóvel do senador e filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, custou R$ 5,97 milhões e tem área total de 2,4 mil metros².

Do valor, R$ 3,1 milhões foram financiados pelo Banco de Brasília. O financiamento vai ser pago em 360 parcelas de pouco mais de R$ 18 mil e uma taxa de juros efetiva de 4,85% ao ano. A taxa de juros reduzida é de 3,71% anuais. “Quanto a taxa de juros, o senador teve o mesmo tratamento do que qualquer um. O único tratamento diferenciado que ele tem é quando ele é perseguido e escrachado na imprensa”, avaliou o advogado. Sobre o Boletim de Ocorrências que foi aberto contra o deputado Ivan Valente por denunciação caluniosa, Frederick Wassef negou que seja um embate.

“Flávio Bolsonaro é vítima de um ato que jamais poderia ter sido praticado pelo deputado. Não existe crime, não existem indícios de crime. Mesmo sabendo de sua inocência, por motivos ideológicos e políticos, o parlamentar promoveu o uso do Ministério Público como arma para atingir a imagem e reputação de Flávio”, afirmou. De acordo com ele, o mecanismo é perigosíssimo. “Simples status de investigado é a morte social de qualquer brasileiro. Um dano irreversível que destrói a vida das pessoas. Esse modus operandi de parlamentares da esquerda, de provocar investigações contra a família Bolsonaro, é uma constante.”

Deixe um comentario