Pela primeira vez em 10 meses, Israel não registra mortes por Covid-19

O país é um dos que mais vacina no mundo e já tem 54,5% da população imunizada; uso de máscaras não é mais obrigatório em espaços ao ar livre

Pela primeira vez em 10 meses, Israel não registrou nenhuma morte pela Covid-19 entre os dias 22 e 23 de abril. De acordo com dados da plataforma Our World In Data, o país teve 85 novos casos da doença, e uma média semanal de 144 ocorrências. A última vez que Israel relatou zero mortes por Covid-19 foi no final de junho de 2020, depois que outro lockdown conteve o avanço da primeira onda de infecções. O país é um dos que mais vacina no mundo e já tem 54,5% da população imunizada. Por essa razão, o governo determinou, no último dia 18, que o uso de máscara não será mais obrigatório em ambientes ao ar livre. O país foi um dos primeiros do mundo a impor a utilização do acessório em espaços públicos no início de 2020.

O ministro da Saúde, Yuli Edelstein, explicou que a suavização dessas e outras medidas é possível graças à diminuição no número de infecções diárias pelo novo coronavírus, que foi de 10 mil em janeiro para 200 em abril. Ele associou a melhora na situação ao sucesso da campanha de vacinação contra a Covid-19, que já aplicou as duas doses do imunizante da PfizerBioNTech em pouco mais de 50% da população de 9,3 milhões de habitantes. Ainda assim, o uso de máscara continuará sendo obrigatório em espaços fechados como os restaurantes e bares, que já tinham sido reabertos no mês passado. A doença atingiu o seu pico no país no dia 28 de janeiro, quando foram registradas mais de 11 mil infecções diárias. Já as mortes bateram recorde no dia 20 do mesmo mês, quando foram contabilizados 101 óbitos.

Deixe um comentario