‘Príncipe Philip cumpriu seu papel de maneira digna e respeitosa’, afirma ex-embaixador do Brasil em Londres

Duque de Edimburgo foi casado com a Rainha Elizabeth por 73 anos; ele faleceu na manhã desta sexta-feira

O ex-embaixador do Brasil em Londres, Rubens Barbosa, analisou a vida e os anos de monarquia do príncipe Philip ao lado da Rainha Elizabeth II. Para ele, o príncipe consorte teve papel importante na monarquia e nunca fez sombras a Família Real. “Na Inglaterra, o rei ou rainha não tem função de governo. É simbólico. O príncipe Philip acompanhava Elizabeth em todos os eventos oficiais e sempre desempenhou seu papel discretamente, mas com personalidade. Ele era uma pessoa que estava ao lado da rainha de maneira leal e companheira durante todos esses anos.”

O príncipe Philip morreu nesta sexta-feira, 9 de abril, aos 99 anos, no Castelo de Windsor, na Inglaterra. A causa da morte não foi divulgada. O ex-embaixador destacou que Philip veio de uma família nobre da Grécia e, ao casar com Elizabeth, aceitou deveres que o cargo impunha. “Ele não era rei, era príncipe consorte e estava ao lado dela. Isso exigia muita humildade porque o foco era ela. Ele nunca criou problema, nunca fez sombra. Philip exerceu um papel secundário, mas de maneira digna e respeitosa.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Barbosa afirmou que Elizabeth deve sentir emocionalmente a perda, mas terá apoio dos familiares. “O príncipe Charles é o braço direito dela, além dos netos. Claro, depois de 70 anos de convivência diária, em que ele sempre ficou ao lado dela. Apesar de tudo ele foi um companheiro e isso afeta muito. Ela tem mostrado uma capacidade de resistência notável. Ela vai ficar com o emocional afetado, mas vai chegar o momento em que ela vai se juntar ao Philip em outro mundo.”

Em sua avaliação, mesmo em meio a polêmicas e crise, a monarquia britânica vai continuar através de seus sucessores mesmo após o falecimento da Rainha. “A monarquia vai ser preservada. Ela passou por uma crise muito grande no período da morte da Diana, houve uma baixa tremenda da popularidade. E ela superou isso. Mesmo com a cisão de Harry e Meghan, que deixaram suas funções oficiais, os interessas continuam”, disse Barbosa. Ele citou, como exemplo, o seriado The Crown.

Deixe um comentario