Projeto oferece aulas de meditação e ioga para profissionais da saúde

Pesquisa aponta que 92,1% dos médicos relatam que têm colegas com sintomas de estresse, ansiedade, sensação de sobrecarga, exaustão física e mental e dificuldade de concentração

Em fevereiro do ano passado, a fisioterapeuta Jéssica de Barros largou o trabalho com o esporte para se dedicar ao tratamento de pessoas com Covid-19. Desde então, ela divide o tempo entre os hospitais Brasilândia e Mandaqui, na Zona Norte de São Paulo, e a casa onde mora, na Zona Sul. Tanta dedicação física e emocional aos pacientes, no entanto, levaram Jéssica à exaustão. Recentemente, ela recebeu orientação médica para ficar afastada das atividades por 15 dias. “No começo da pandemia cheguei a dar 13 plantões de 12 horas seguidos, cheguei a dar plantão de 36 horas. Eu simplesmente não consigo mais, não consigo dar mais que três plantões de 12 horas seguidos, meu corpo não aguenta, meu humor, não aguento mais. Eu comecei a ter enxaqueca, tive pressão alta e nunca tive pressão alta. Tive que me afastar porque chegou no nível físico, o nível mental está faz tempo”, relata.

Para tentar driblar o esgotamento, Jéssica se inscreveu em aulas de muay thay e, agora, com as academias fechadas, começou a correr na rua. Ela também pretende fazer meditação. É justamente para auxiliar em casos como esse que a Faculdade Inspirar lançou a campanha “Acolhe Fisio”, que está fornecendo aulas virtuais gratuitas de meditação e respiração para os profissionais de linha de frente durante o mês de abril. Karla Juliane, professora de ioga à frente do projeto, explica que as atividades podem ajudar e muito na saúde física e mental dos trabalhadores. “São técnicas bem simples que qualquer pessoa pode fazer, envolvem desde alguns exercícios corporais para soltar o corpo, trabalhar postura, para gerar um relax corporal, que também é importante quando passa várias horas de trabalho exaustivo. Uma regulação respiratória com exercícios que reduzem o cortisol e aumentam a disposição emocional também. A meditação traz um trabalho de clareza mental, de descanso mental também bastante grande e ajuda até na qualidade do sono”, disse. As aulas acontecem às segundas-feiras, às 19h30, no Instagram da faculdade e da escola de ioga. De acordo com uma pesquisa da Associação Médica Brasileira, 92,1% dos médicos relatam que têm colegas com sintomas de estresse, ansiedade, sensação de sobrecarga, exaustão física e mental, dificuldade de concentração e mudanças bruscas de humor.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini

Deixe um comentario